Author [EN] [PL] [ES] [PT] [IT] [DE] [FR] [NL] [TR] [SR] [AR] [RU] Topic: [Portuguese Translation] - Muslim and Mu'min

Offline Ayman Al-Andaluz

  • Newbie
  • *
  • Posts: 31
    • View Profile
[Portuguese Translation] - Muslim and Mu'min
« on: January 28, 2019, 11:38:54 AM »
MUÇULMANO E MU'MIN (CRENTE) - A DIFERENÇA
Copyright © 2009 Joseph A Islam: Artigo modificado em 18 de maio de 2012
Existe frequentemente um certo grau de confusão quanto ao significado dos termos "muçulmano" e "Mu'min" (Crente).
Por favor, veja o artigo relacionado [1] abaixo:
'Muçulmano' é um termo para qualquer um que submete ou entrega sua vontade ao Único Deus verdadeiro do Universo com obediência. Isto é, independentemente de terem ou não crença na veracidade do Alcorão ou de seu mensageiro.
No contexto do Alcorão e do ministério profético, um 'Mu'min' foi aquele que 'acreditou' na veracidade do Alcorão e do mensageiro (ou seja, o Profeta Muhammad) (pece) que Deus designou para entreguar a escritura final à humanidade. Portanto, um Mu'min acredita em Deus, todas as suas escrituras e Seus mensageiros.
002: 285
"O mensageiro acredita naquilo que lhe foi revelado pelo seu Senhor e pelos crentes (Árabe: mu'minuna). Cada um acredita em Deus e em Seus anjos e em Suas escrituras e em Seus mensageiros - Nós não fazemos distinção entre nenhum de seus mensageiros - e eles dizem: nós ouvimos, e obedecemos. (Conceda-nos) o teu perdão, nosso Senhor. Para ti é a jornada "
Os dois termos 'Muçulmano' e 'Mu'min' foram usados distintamente no texto do Alcorão. Infelizmente, a tradução em inglês 'crente' é entendida em seu sentido vago, enquanto o 'Mu'min' do Alcorão é muito mais específico em seu significado.
Por exemplo, alguém pode ser muçulmano, mas ainda não pode ser um 'Mu'min' (crente), pois a fé verdadeira ainda não entrou em seus corações. Pode haver alguma semelhança de 'obediência' com prática e propósito, mas o verdadeiro 'imaan' (crença profunda) ainda pode permanecer indescritível. Isso é exemplificado no seguinte verso:
049: 014
Os árabes do deserto dizem: "Nós acreditamos! (Árabe: Amana)" Diga: "Não diga que você acredita (árabe: tu'minu); mas apenas diga: 'Nós submetemos nossas vontades a Deus (Árabe: Asalamna),' como a crença (em árabe: l-imanu) ainda não entrou em seus corações. Mas se você obedecer a Deus e ao Seu Mensageiro, Ele não irá privá-lo de qualquer coisa de suas ações: porque Deus é Indulgente, Misericordioso ".
Portanto, ser muçulmano primeiro (submeter-se e entregar sua vontade a Deus) é um pré-requisito para adquirir crença. Uma vez que alguém tenha submetido sua vontade a Deus, somente então a 'crença' (árabe: imaan) entra nos corações.
Outro exemplo é citado com respeito ao Profeta Moisés (saws), que alegou ser o primeiro dos crentes no ponto em que a verdadeira fé entrou em seu coração.
007,143
"E quando Moisés chegou ao local designado por nós e seu Senhor falou com ele, Ele disse:" Ó meu Senhor, mostra-te (a ti mesmo) para que eu olhe para ti. Deus disse: De modo algum podes ver-me; Mas olhe para o monte; se permanecer em seu lugar, então você me verá. "Mas quando o seu Senhor manifestou Sua glória no Monte, Ele fez desmoronar em pó. E Moisés caiu desmaiado / inconsciente. Quando ele recuperou seus sentidos, ele disse: "Glória seja para você! Para você eu me viro em arrependimento (árabe: tub'tu) e eu sou o primeiro a acreditar. (Árabe: Mumineen) "
Por favor, note que o Profeta Moisés (saws) imediatamente pediu 'Tauba' (arrependimento) que é invariavelmente ligado ao que ele pediu a Deus com uma visão possível para fortalecer seu próprio coração. Da mesma forma, há ressonância com uma narrativa envolvendo o Profeta Abraão (as) que também pediu para ter seu coração fortalecido por um sinal.
002.260 (parte)
"E quando Abraão disse:" Meu Senhor, mostre-me como você ressuscitará os mortos ", Ele (Deus) disse:" Não acreditaste (em árabe: awalam tu'min ')? "Ele disse:" Sim, mas apenas para tranquilizar / satisfazer o meu coração ... "
Também há inúmeros exemplos dados no Alcorão daqueles que foram descritos como 'Muçulmanos', mas nunca poderiam saber da escritura final (Alcorão) ou do Profeta  Muhammad (as)
• O Profeta Noé (saws) não pede recompensa de seu povo, ele afirma que ele é um dos Muslimeen (10:72)
Carta do Profeta Salomão (Shebá) para Sheba pedindo-lhe em nome do Senhor para abandonar sua blasfêmia e para ela se render com seu povo e se tornar um dos Muslimeen
(27:31)
• O Profeta Salomão (saws) reconheceu seu próprio estado como sendo um daqueles do 'Muslimeen' (27:42)
• Todos menos uma casa do povo do Profeta Ló (saws) submeteuram-se a Deus (Muslimeen) (51:36)
• O Profeta Abraão (saws) foi um dos que se submeteram ao seu Senhor (Musliman) (3:67)
• Discípulos do Profeta Jesus (saws) confirmam que eles se submetem a Deus (Muslimoon) (3:52)
• O Profeta José (saws) ora a seu Senhor para morrer como alguém que é um 'Musliman' (12: 101)
• Os filhos do Profeta Jacó (pbuh) no momento de sua morte professavam que se submetiam a Deus (Muslimoon) (2: 133).
• Até mesmo os magos do faraó se chamavam muçulmanos depois de terem visto os sinais dados ao Profeta Moisés (saws) (7: 126)
Nenhuma das pessoas acima mencionadas conhecia o profeta final (Maomé) ou a última revelação (o Alcorão). No entanto, como haviam submetido suas vontades a Deus, eles se tornaram 'Muçulmanos'.
Portanto, a definição do Alcorão de um muçulmano não está exclusivamente ligada à crença no Profeta Muhammad (pece).
De fato, na época do ministério do Profeta Muhammad (saws), havia alguns entre o povo do livro que realmente acreditava na veracidade do mensageiro e de sua pregação. Estas pessoas eram 'mu'mins', mas ainda mantinham seu título como 'Povo do Livro'. Eles ainda seguiam seus próprios mandamentos, mas aceitaram a veracidade do último mensageiro de Deus e se tornaram testemunhas da verdade. A crença verdadeira (imaan), portanto, entrou em seus corações.
005,083
"E quando eles ouvirem a revelação recebida pelo Mensageiro, vocês verão seus olhos transbordando de lágrimas, pois reconhecem a verdade: rezam: "Nosso Senhor! acreditamos" (em árabe: amanna); escreva-nos entre as testemunhas (em árabe: Shahadin) "
003.199
"E há, certamente, entre o Povo do Livro, aqueles que crêem em Deus, na revelação para você, e na revelação para eles, curvando-se em humildade a Deus: Eles não venderão os sinais de Deus para um ganho miserável! Para eles é uma recompensa com o seu Senhor, e Deus é rápido em conta "
As pessoas que acreditavam nas escrituras anteriores já eram muçulmanos, como pode ser visto nos seguinte versículo:
028: 52-53
"Aqueles a quem Nós enviamos o Livro antes disto, eles acreditam nele. E quando é recitado para eles, eles dizem: "Nós acreditamos nisso, certamente é a verdade do nosso Senhor, certamente antes disso (min-qablihi) nós eram muçulmanos (em árabe: Muslimina).
PENSAMENTOS FINAIS
Os muçulmanos são aqueles que submetem a sua vontade a Deus e podem ser dos seguidores dos mensageiros e escrituras anteriores  (judeus e cristãos incluídos). No contexto da revelação do Alcorão, um 'Mu'min' é um muçulmano, mas também acredita na veracidade da mensagem final entregue pelo Profeta final, Maomé. (pece)
O termo 'Mu'min' está especificamente ligado à verdadeira fé que penetra profundamente nos corações da humanidade.
Artigo relacionado:
(1) Por que o termo 'muçulmanos' é sequestrado?
Joseph Islam
© 2010 Quransmessage.com Todos os direitos reservados