Author [EN] [PL] [ES] [PT] [IT] [DE] [FR] [NL] [TR] [SR] [AR] [RU] Topic: [Portuguese Translation] - Apostasy

Offline Ayman Al-Andaluz

  • Newbie
  • *
  • Posts: 31
    • View Profile
[Portuguese Translation] - Apostasy
« on: January 21, 2019, 06:44:39 PM »
I'll be posting here my translations but please note that they lack images.


Offline Ayman Al-Andaluz

  • Newbie
  • *
  • Posts: 31
    • View Profile
Re: Articles translated to Portuguese
« Reply #1 on: January 21, 2019, 06:46:28 PM »
APOSTASIA

Copyright © 2009 Joseph A Islam: Artigo modificado pela última vez 26 de março de 2011
Apostasia no Islão é frequentemente definida como a rejeição de alguns ou todos os atributos (palavras, crenças ou ações) da religião do Islão por um ex-seguidor da religião. Em muitas (se não a maioria) escolas de pensamento islâmico, essa rejeição é punível com a morte. Não há nada no texto sagrado do Alcorão que prescreve a morte como um castigo para a apostasia. Suporte para uma tal punição é geralmente obtido a partir de fontes secundárias islâmicas. Em primeiro lugar, não há absolutamente nenhuma compulsão na religião e liberdade de crença está consagrada no texto do Alcorão como um direito humano concedido por Deus.
018: 029 (parte)
"E dizem:. (É) a verdade do seu Senhor, então, quem quiser, deixai-o acreditar, e quem quiser,
deixá-lo descrer ... "
Veja o artigo: Fé forçada não é fé
Haverá pessoas que acreditam e depois vão descrer.
004: 137
Aqueles que acreditam, então rejeitam a fé, então acreditam(novamente) e (novamente) rejeitam a fé, e vão aumentando na incredulidade, - Deus não vai perdoá-los nem encaminhá-los, nem guiá-los no caminho.
As questões de descrença serão liquidadas no dia do Juízo e só Deus tem a autoridade para
punir os apóstatas.
Os assuntos de descrença serão resolvidos NO DIA DO JULGAMENTO POR DEUS
018: 029
" Dize-lhes: A verdade emana do vosso Senhor; assim, pois, que creia quem desejar, e descreia quem quiser. Preparamos para os iníquos o fogo, cuja labareda os envolverá. Quando implorarem por água, ser-lhes-á dada a beber água semelhante a metal em fusão, que lhes assará os rostos. Que péssima bebida! Que péssimo repouso!"
003: 086-87
" Como poderá Deus iluminar aqueles que renunciaram à fé, depois de terem acreditado e testemunhado que o Mensageiro é autêntico e terem recebido as evidências ? Deus não encaminha os iníquos. A retribuição desses será a maldição de Deus, dos anjos e de toda a humanidade."
003,090
" Quando àqueles que descrerem, após terem acreditado, imbuindo-se de incredulidade, jamais será aceito o arrependimento e serão os desviados."
Veja também versos: 2: 217; 2: 8-10; 05:54; 16: 106, que ressoam sentimentos semelhantes
A MORTE É PRESCRITA PELO ALCORÃO EM APENAS DUAS VEZES. NENHUMA SE REFERE À APOSTASIA

Ambas as punições de morte devem ser administradas pelo Estado e não pelas autoridades individuais.
(A) Para justa retribuição no caso de assassinato (por homicídio involuntário, veja 4:92)
(B) Para se espalhando pura corrupção na terra (5:33)
Se alguém ler a partir do versículo 12 do capítulo 5 (Sura Maeda 5:12), um discurso é iniciado com as crianças de Israel, que continua a um ponto onde a história dos dois filhos de Adão (pece) lhes é recitada (05:27). A maioria está familiarizada com a narrativa de onde um filho de Adão (as) assassinou o outro pelo facto de um de sacrifício não foi aceito.
005: 032
"A partir desse momento Nós ordenámos aos filhos de Israel que quem mata uma alma, sem que esta tenha assassinado ou espalhado o mal / a corrupção na terra, é como se tivesse matado toda a humanidade; e quem salva uma alma, é como se tivesse salvo toda a humanidade; e, certamente, os Nossos mensageiros chegaram a eles com argumentos claros, mas mesmo depois que muitos deles cometem transgressões na terra"
Não há simplesmente nenhuma menção, nem a capacidade, de uma perspectiva Corãnica para legislar morte para qualquer outra razão, em particular apostasia.
Veja também: apedrejamento por adultério
É absolutamente inconcebível para um crente no Alcorão afirmar que um profeta de Deus que estava claramente instruído a seguir a revelação sendo inspirada nele iria oferecer andamentos contrários ou revelar algo em nome de Deus.
069: 044-47
"E se ele (Maomé) fosse inventar qualquer ditos, em Nosso nome, teríamos certamente apreendido-o pela mão direita, E então, Ter-lhe-íamos cortado a aorta, e nenhum de vós teria podido impedir-Nos (de Nossa ira) "
017: 074-75
" E se não te (Maomé) tivéssemos firmado, ter-te-ias inclinado um pouco para eles. neste caso, ter-te-íamos duplicado (o castigo) nesta vida e na outra, e não terias encontrado quem te defendesse de Nós.

MAU USO DE VERSICULOS CORÃNICOS
Versos isolados fora do contexto são muitas vezes utilizados para apoiar a pena de morte por apostasia. dois dos versos usados são citados como exemplos.


004: 089
" Anseiam que renegueis, como renegaram eles, para que sejais todos iguais. Não tomeis a nenhum deles por confidente, até que tenham migrado pela causa de Deus.; mas se voltarem atrás (em árabe: Tawallaw), então prende-os  e matai-os onde quer que se encontrem, e não tomeis do meio deles qualquer aliado ou ajudante "
Se lido no contexto completo dos versículos ao redor, a implicação do versículo é clara. O ‘voltar atrás '(Tawallaw) é claramente uma referência à inimizade demonstrada pelos incrédulos para combaterem os crentes e não tem nada a ver com suas visões de mundo ou crenças particulares.
Não há nenhuma menção no verso acima do 'incrédulos' voltar atrás na "fé" nem na língua árabe, nem uma interpretação que pode ser sustentada, dado o contexto dos versos envolventes. O próximo verso, cimenta o contexto como uma referência para aqueles que iriam lutar contra os crentes se fosse dada a oportunidade.
004: 090
" Exceto àqueles que se refugiarem em um povo, entre o qual e vós exista uma aliança, ou os que, apresentando-se a vós, estejam em dúvida quanto ao combater-vos ou combater a sua própria gente. Se Deus tivesse querido, tê-los-ia feito prevalecer sobre vós e, seguramente, ter-vos-iam combatido; porém, se eles se retirarem, não vos combaterem, e (em vez) vos enviar (Garantias de) paz, sabei que Deus não vos faculta combatê-los."
Este não é claramente uma referência à apostasia.
005: 033-4
" O castigo, para aqueles que lutam contra Deus e contra o Seu Mensageiro e semeiam a corrupção na terra (em árabe: ardi-fasaadan) é: execução, ou crucificação, ou o corte de mãos e pés de lados opostos, ou exílio da terra: que é a sua desgraça neste mundo, e uma punição pesada para eles, na outra; Exceto para aqueles que se arrependerem antes de caírem em seu poder: nesse caso, saiba que Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo "
No segundo exemplo acima, notamos que o exílio é dada como uma punição alternativa para travar a guerra contra o Profeta, em oposição a matar os criminosos. Deve notar-se que, mesmo no caso grave de propagação de corrupção na terra, o exílio ainda é concedido como uma opção. Seria portanto, inconcebível que, no caso de apostasia que a sentença de morte seria uma condizente retribuição por suas crenças pessoais.
Ambos os exemplos citados acima não têm nada a ver com a apostasia. Em vez disso, eles lidam com a punição do Alcorão para quem espalhar o mal ou pura corrupção na terra.
PENSAMENTOS FINAIS
O assassinato de apóstatas como um castigo pela a única razão da sua escolha de crenças religiosas não é sancionado pelo Alcorão.
Joseph Islam
© 2010 Quransmessage.com Todos os direitos reservados