Author [EN] [PL] [ES] [PT] [IT] [DE] [FR] [NL] [TR] [SR] [AR] [RU] Topic: [Portuguese Translation] - INTERCESSION AND THE PROPHET'S HELP

Offline Ayman Al-Andaluz

  • Newbie
  • *
  • Posts: 31
    • View Profile
Os artigos deste site podem ser reproduzidos livremente, desde que a seguinte referência de origem seja fornecida:

Joseph A Islam www.quransmessage.com

 

Salamun Alaikum (a paz esteja com você)

 

 

INTERCESSÃO E A AJUDA DO PROFETA

Copyright © 2009 Joseph A Islam: Artigo modificado em 17 de Setembro de 2011

 

Esta é de longe uma das crenças mais perigosas que fazem com que muitos muçulmanos acreditem em outra autoridade para protegê-los no Dia do Juízo. Essa crença pode singularmente contrariar a essência da mensagem da escritura que é 'submeter' e 'entregar-se' completamente à vontade de Deus e Sua autoridade sem associar parceiros a ele. Que só ele tem poder para fazer qualquer coisa. Ele assim escolhe e só Ele deve ser Aquele através do qual a ajuda deve ser procurada.

 

Surah Fatiha (capítulo de abertura)

 

001: 005

You alone (Arabic: iyyaka) we worship (Arabic: na'budu') and You Alone (Arabic: wa-iyyaka) we ask for help (Arabic: nasta-in)

Só a Ti adoramos e só de Ti imploramos ajuda!

A crença de uma 'entidade conhecida' como sendo representativa de um povo ou tendo 'o poder de intercessão 'no dia do julgamento (como um profeta ou santo) é extensiva e consistentemente contrariada pelo Alcorão. No entanto, infelizmente, o apoio é obtido de fontes secundárias islâmicas com uso desesperado de versos alcorânicos isolados, arrancados de seu contexto e significado. Isso será tratado mais abaixo.

 

A mensagem do Alcorão é clara. Nenhuma alma beneficiará outra pessoa no Dia do Juízo, a menos que Deus queira.

Todo poder de intercessão estará com Deus ou para que Ele conceda, se assim o desejar. Se Ele concederá intercessão ou não não é confirmada. Para 'quem' ou que tipo de espécie tal intercessão será concedida também não foi elaborada de forma alguma no Alcorão.



No entanto, muitos muçulmanos continuam a confiar na crença insustentável de que o Profeta Maomé (as) seja 'e' tenha autoridade para ser 'seu salvador no Dia do Juízo. Isso tem muita ressonância com a noção cristã de que "Jesus Cristo" será seu salvador no Dia do Juízo.

 

082.017-19

"E o que explicará a você o que é o Dia do Julgamento? Novamente, o que explicará a você qual é o Dia do Julgamento? (Será) O dia em que nenhuma alma terá poder (para fazer) qualquer coisa por outro: Porque o comando, nesse dia, será (totalmente) com Deus "

046: 009

“Diga: eu não sou o primeiro dos mensageiros e não sei o que será feito comigo ou com você: eu não sigo nada além daquilo que me é revelado, e não sou nada além de um simples admoestador ”

 

 

O PROFETA MAOMÉ (PECE) NÃO PODE AJUDAR NO DIA DO JULGAMENTO

 

007: 188

"Diga:" Eu não tenho poder sobre qualquer bem ou dano a mim mesmo, excepto como Deus quiser. Se eu tivesse conhecimento do invisível, eu poderia ter multiplicado todo o bem, e nenhum mal deveria ter me tocado: eu sou apenas um admoestador, e um portador de boas novas para aqueles que têm fé "".

011: 031

"" Eu não digo a você que comigo estão os tesouros de Deus, nem sei o que está oculto, nem pretendo ser um anjo. Nem ainda digo, que aqueles a quem os seus olhos desprezam que Deus não lhes concederá (todos) isso é bom: Deus sabe melhor o que está em suas almas: eu seria, se eu o fizesse, realmente um malfeitor. ""

010: 049

"Diga:" Eu não tenho poder sobre qualquer dano ou lucro para mim, exceto como Deus quer.

termo designado: quando o seu termo é alcançado, não podem atrasar ou adiantar-se 1 hora ""

072: 025

“Diga:“ Eu não sei se o (Castigo) que lhe está prometido está próximo, ou se meu Senhor  fixou-lhe  um termo distante ”

O Alcorão capta ainda mais a essência dos versos acima

039: 019

"O quê! quanto a ele, em seguida, contra quem a sentença de castigo (doom) é devido: O quê! você pode salvar aquele que está no fogo?

O contexto da narrativa do versículo acima deixa absolutamente claro que o Profeta Maomé (pece) não pode salvar ninguém em quem a desgraça foi ordenada. No entanto, muitos muçulmanos acreditam que o profeta Maomé (saw) terá a capacidade de salvar seu povo do fogo, mesmo quando tal desgraça tiver sido pronunciada.

 

 

PODER DA INTERCESSÃO NO DIA DO JULGAMENTO É SOMENTE COM DEUS

A palavra árabe para intercessão é 'Shafa'a'

 

002: 048

“E esteja em guarda contra o dia em que uma alma não beneficiará a outra, pelo menos, que a intercessão (em árabe: Shafa'a) em seu nome seja aceite, nem deve ser tomada qualquer nem serão ajudados ”

 

 

Ilustração - Joseph Islam

 

 

 

 

Fonte: Léxico de Edward Lanes [1]

 

 

 

Fonte: Léxico de Edward Lanes [2]

002: 123

“Então guardem-se contra um dia em que uma alma não valerá a outra, nem a compensação

seja aceite dele nem a intercessão lucra nem ninguém será ajudado (de fora) ”

002: 254

“Ó vós que credes! Gastai  o (as recompensas) que Nós fornecemos para você, antes do dia chegar quando não há barganha, nem amizade nem intercessão. Aqueles que rejeitam a fé são os malfeitores ”

002: 255

"Deus! Não há Deus senão Ele, o Vivo, o Auto-subsistente, Eterno. Nenhum sono pode prendê-lo nem adormecê-lo. A Ele pertencem todas as coisas nos céus e na terra. Quem está lá que possa interceder em Sua presença excepto se Ele permitir? Ele sabe o que (aparece para Suas criaturas como) antes ou depois ou atrás deles.

Nem eles devem balizar qualquer coisa de Seu conhecimento, excepto como Ele quiser. Seu trono se estende sobre os céus e a terra, e Ele não sente fadiga em guardá-los e preservá-los, pois Ele é o Altíssimo, o Supremo (em glória).

• Observe a pergunta retórica “Quem está lá que pode interceder na Sua presença, excepto quando Ele permite? ”Ninguém é mencionado. Este verso é melhor compreendido à luz de todos os outros versos do Alcorão que lidam com este tema de intercessão. Assim, o Alcorão rejeita claramente a crença popular de atribuir direitos de 'intercessão' prerrogativa a indivíduos ou entidades como santos ou profetas mortos. É claro em todos os versos que a omnisciência de Deus não requer 'mediador' e que Ele permanece a autoridade final para fazer o que quer que Ele escolha fazer.

 

006: 051

“Dê esta advertência àqueles em cujo (coração) está o medo de que eles sejam levados (a julgamento) diante de seu Senhor: excepto por Ele não terão protector nem intercessor: para que sejam virtuosos ”

010: 018

"Eles servem, além de Deus, coisas que não os prejudicam, e dizem:" Estes são nossos intercessores com Deus. "Diga:" Você realmente precisa informar Deus de algo que ele não conhece, nos céus ou na terra? Glória a Ele! e longe está Ele acima dos parceiros que eles atribuem (a Ele)! "”

• Que conhecimento pode um intercessor adicionar do qual Deus já não tem conhecimento?

010: 003

“De fato, seu Senhor é Deus, que criou os Céus e a Terra em seis 'ayyamin' (dias / períodos) e está firmemente estabelecido no trono (da autoridade), regulando e governando todas as coisas. Sem intercessor (que possa pleitear com Ele) exceto após a sua licença. Este é Deus seu senhor; Portanto, sirva a ele. Você não irá receber a admoestação?

• Quem pode interceder a menos que Deus permita? Note a semelhança da retórica com o versículo 2.255.

Afinal, Deus deixa claro que toda intercessão e o direito de concedê-la (se assim o desejar) é com ele. Note que nenhuma pessoa, grupo de pessoas ou espécie foi mencionado como possuindo o poder de intercessão no Alcorão à parte de alguém que possa suportar a verdade.



043: 086

"E aqueles a quem eles choram em vez Dele não possuem poder de intercessão, excepto aquele que atesta a verdade conscientemente "

019: 087

“Ninguém terá o poder de intercessão, excepto quem tenha recebido permissão (ou promessa) de (Deus) Mais Gracioso ”.

 

039: 044

"Diga:" A Deus pertence exclusivamente (o direito de conceder) intercessão: a ele pertence o domínio dos Céus e da Terra: No final, é para Ele que você será trazido de volta ""

 

032: 004

“Foi Deus quem criou os céus e a terra, e todos entre eles, em seis 'ayyamin' (dias / períodos) e está firmemente estabelecido no Trono (da Autoridade): você não tem ninguém, além Dele, para proteger ou interceder (por você): você não receberá então admoestação? ”

021: 028

“Ele sabe o que está diante deles, e o que está por trás deles, e eles não oferecem intercessão exceto aqueles que são aceitáveis ​​e têm admiração e reverência à Sua glória. ”

 

 

040: 018

“Avise-os sobre o dia que está (sempre) se aproximando, quando os corações virão até às gargantas para os engasgar; Os malfeitores não terão nenhum amigo íntimo nem intercessor que possa ser ouvido. ”

 

 

UM ARGUMENTO COMUM UTILIZADO PELOS QUE CONFIAM EM OUTROS PARA AJUDÁ-LOS

 

039: 003

“Não é a Deus que devoção sincera é devida? Mas aqueles que tomam por protectores além de Deus (dizem): "Nós só os servimos para que eles nos aproximem de Deus".  Verdadeiramente Deus julgará entre eles naquilo em que eles diferem. Mas Deus não guia os que são falsos e ingratos ”.

 

 

ARGUMENTO POPULAR - DEUS PEDE PARA BUSCAR O PROFETA PARA PEDIR PERDÃO O QUE

QUALIFICA INTERCESSÃO

 

O seguinte verso é usado como suporte para o direito de intercessão do Profeta Maomé (saw) no Dia de julgamento. Além do significado do verso ser completamente mal-entendido, o que se torna aparente é o desespero total de muitos para fazerem uso de versos isolados para apoiarem um conceito teológico que emana não do Alcorão, mas é apoiado apenas por fontes secundárias de literatura islâmicas.

004: 064

"Nós não enviamos um mensageiro, que não fosse para ser obedecido, de acordo com a vontade de Deus. Se ao menos tivessem, quando eles eram injustos consigo mesmos, vindo a ti (Maomé) e pedissem o perdão de Deus, e o Mensageiro pedisse perdão para eles, eles teriam encontrado Deus Remissório, Misericordioso "

• Não há menção de 'Shafa'at' neste verso. (Sem intercessão). É apenas uma implicação feita por muitos muçulmanos.

• Se este verso for lido dentro do contexto dos versículos anteriores (4:61), nota-se claramente como destinatários os hipócritas que viviam na época do Profeta. Se eles tivessem obedecido ao Profeta (como todos os profetas foram feitos para serem obedecidos) e tivessem pedido perdão, o profeta pedido perdão para eles, eles teriam realmente encontrado Deus misericordioso.

No entanto, eles optaram por não fazê-lo. Isto não significa, no entanto, que em virtude de uma hipotética situação que é contexto específico, a intercessão é aprovada.

Pelo contrário, notamos um verso muito poderoso que nega ao Profeta ter qualquer efeito num resultado decretado por Deus, não importa quantas vezes o Profeta pediu perdão. Se sua habilidade de pedir perdão era equivalente a intercessão qualificada, este versículo prova claramente o oposto.

009: 080

"Quer você (Maomé) peça perdão ou não: se você pedir setenta vezes pelo seu perdão, Deus não vai perdoá-los: porque eles rejeitaram a Deus e ao Seu Mensageiro: e Deus não guia aqueles que são perversamente rebeldes ".

Portanto, o verso 4.64 é condicional por contexto.

Também os crentes (incluindo o Profeta) são impedidos de orar até mesmo por seus próximos, se eles fossem 'Mushrikeen' (idólatras / pagãos) e, no entanto, continuaram a rejeitar a mensagem depois que ficou claro para eles e depois se tornaram "descrentes".

009: 113

"Não é adequado, para o Profeta e para aqueles que crêem, que eles orem pedindo perdão de Pagãos, apesar de serem de parentes, depois é claro para eles que eles são companheiros do fogo "

 

Os mesmos argumentos que são usados ​​para justificar 4:64 como um verso de intercessão são encontrados nos seguintes dois versículos onde fica claro que o perdão do Profeta não importaria. Mais uma vez, o tema é o mesmo que no verso 4:64, onde os descrentes não iriam ao perdão ao Profeta. De qualquer jeito

eles não seriam perdoados.

063: 005

“E quando é dito a eles:“ Vinde, o Mensageiro de Deus orará por seu perdão ”, eles viram as suas cabeças, e tu vê-los-ás virando seus rostos em arrogância ”

063: 006

“É igual a eles se você (Maomé) ora pelo perdão ou não. Deus não vai perdoa-los. Verdadeiramente Deus não guia os transgressores rebeldes ”

Mais uma vez, as narrativas acima mostram que o verso 4:64 é dirigido pelo contexto e não é de forma alguma indicativo de prova dos direitos de intercessão profética no Dia do Juízo.

 

Além disso, é útil notar que um Profeta de Deus pedindo perdão não é exclusivo do Profeta Maomé. (Saws) O Profeta Abraão também pediu perdão para todos os crentes no Dia de Julgamento (14: 40-41).

 

 

PENSAMENTOS FINAIS

 

Das narrativas acima, o entendimento de que uma "pessoa, criação ou grupo em particular" direitos qualificados / prerrogativa de intercessão no Dia do Juízo (como o Profeta Maomé (pece), um santo ou um homem religioso) é uma visão sem apoio dos versos do Alcorão.

 

Todos os direitos de intercessão pertencem a Deus. O Alcorão não menciona se a intercessão será de fato, concedida como uma regra ou parcialmente e, em caso afirmativo, a quem, além de quem atesta a verdade conscientemente (43:86). O Alcorão não fornece informações específicas, nem as considera necessárias para a orientação da humanidade.

A única verdadeira esperança do adorador para a salvação é colocar toda a sua esperança e confiança na justiça e misericórdia perfeitas de Deus

.

 

REFERÊNCIAS

 

[1] LANE. E.W, Edward Lanes Lexicon, Williams e Norgate 1863; Librairie du Liban Beirute-Líbano 1968, volume 4, Página 1571

Os destaques marcados em vermelho no excerto do léxico são minhas próprias inserções. Eles não têm relação com o texto original além do eles enfatizam a relevância para o tópico em questão. Estas são apenas ilustrações e foram utilizadas exclusivamente para fins educacionais e fins explicativos.

[2] Ibid.

Joseph Islam

© 2010 Quransmessage.com Todos os direitos reservados